A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA CIDADÃ POR MEIO DO TWITTER

O PAPEL DAS MÍDIAS DIGITAIS NA CPI DA COVID-19

Autores

  • Danilo Vizibeli IFSULDEMINAS
  • Rita de Cássia Santos Silva

DOI:

https://doi.org/10.18406/2359-1269v11n42024434

Resumo

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID-19 de 2021 despertou a participação cidadã em postagens no Twitter e no Instagram. Pretende-se discutir tal participação materializada em enunciados recortados do corpus de pesquisa constituído pelas notas taquigráficas das sessões da CPI e alguns perfis no Twitter. Procurou-se perceber e analisar os sentidos veiculados e a repercussão no trabalho dos(as) parlamentares, colocando a mídia digital como uma figura importante no debate público. As análises são fundamentadas na Teoria Crítica da Comunicação, tomando as redes sociais como produtos da indústria cultural que compõem uma esfera pública comunicativa que interfere na democracia. Os resultados apontam as redes sociais como responsáveis por atribuir ao cidadão uma participação dinâmica e inédita, que influenciou, por diversas vezes, senadores(as) na condução das sessões da CPI. Destaca-se, ainda, a necessidade de educar para a participação política através das mídias digitais e impulsioná-la.

Downloads

Publicado

2024-06-28

Como Citar

VIZIBELI, D.; SANTOS SILVA, R. de C. A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA CIDADÃ POR MEIO DO TWITTER: O PAPEL DAS MÍDIAS DIGITAIS NA CPI DA COVID-19. Revista Eixos Tech, [S. l.], v. 11, n. 4, 2024. DOI: 10.18406/2359-1269v11n42024434. Disponível em: https://eixostech.pas.ifsuldeminas.edu.br/index.php/eixostech/article/view/434. Acesso em: 25 jul. 2024.