Escalas de dor em pacientes oncológicos pediátricos: Uma revisão de literatura

Elton Junio Sady Prates, Maria Luiza Sady Prates, Trycyane Rodrigues Bueno, Sandra Shimoda, Camilla Borges Lopes Souza

Resumo


O câncer infantil corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais, no qual o diagnóstico exige o olhar cuidadoso e abrangente da equipe interdisciplinar, principalmente em relação às queixas álgicas. Embora o controle da dor seja um princípio básico para a qualidade de vida, em crianças o tratamento da dor é complexo. Assim, o presente estudo teve como objetivo descrever a atuação do enfermeiro na mensuração e controle da dor em pacientes oncológicos pediátricos através de um estudo bibliográfico. Para a seleção dos estudos realizou-se um levantamento on-line dos artigos publicados nas bases de dados LILACS, MEDLINE e CINAHL, utilizando-se os descritores em inglês “cancer” “children” e “pain” para a busca destes termos no título, abstract ou corpo do artigo. Foram incluídas neste estudo todas as publicações disponíveis na biblioteca on-line filtrando os artigos publicados nas bases de dados no período de 2008 a 2016. Após a avaliação e seleção da amostra constituiu-se de 26 artigos. Dentre as escalas mais utilizadas pelos autores, destaca-se a EVA, por ser tratada como uma escala capaz de facilitar o entendimento em relação à intensidade de dor, além de apresentar fácil utilização. A maioria dos autores utilizaram escalas para mensurar a dor e obtiveram resultados positivos, alguns intercalaram uma escala a outra como forma de validar os resultados obtidos. Entretanto, alguns optaram por não as utilizar, trocando-as por métodos não convencionais, tais como questionários semiestruturados. Considera-se, portanto, que a enfermagem demonstrou grande importância no acompanhamento, bem como nas intervenções para o controle da dor nos pacientes em estudo.


Palavras-chave


Neoplasias. Dor do Câncer. Criança.

Texto completo:

PDF

Referências


ATTINÀ, G.; RUGGIERO, U.; MAURIZI, P.; ARLOTTA, A.; CHIARETTI, A.; RICCARDI, R. Transdermal buprenorphine in children with cancer-related pain. Pediatric Blood & Cancer, Roma, v. 52, n. 1, p. 125-127, jan. 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

BATALHA, L. M.; MOTA, A. A. Massage in children with cancer: effectiveness of a protocol. Jornal de Pediatria, Coimbra, v. 89, n. 6, p. 595-600, set. 2013. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer (INCA). O que é câncer? 2009a. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer (INCA). Tipos de câncer: Infantil. 2009b. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

BUENO, P. C.; NEVES, E. T.; RIGON, A. G. O manejo da dor em crianças com câncer: contribuições para a enfermagem. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v. 16, n. 2, p. 226-231, abr.-jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

CAMPBELL-FLEMING, J. M.; WILLIAMS, A. The Use of Ketamine as Adjuvant Therapy to Control Severe Pain. Clinical Journal of Oncology Nursing, Columbus, v. 12, n. 1, p. 102-107, fev. 2008. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

CHOTOLLI, M. R.; LUIZE, P. B. Métodos não farmacológicos no controle da dor oncológica pediátrica: visão da equipe de enfermagem. Revista Dor, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 109-113, jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

CONWAY, M.; WHITE, N.; JEAN, C. S.; ZEMPSKY, W. T.; STEVEN, K. Use of Continuous Intravenous Ketamine for End: Stage Cancer Pain in Children. Journal of Pediatric Oncology Nursing, Hartford, v. 26, n. 2, p. 100-106, mar.-jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

COSTA, T. F.; CEOLIM, M. F. A enfermagem nos cuidados paliativos à criança e adolescente com câncer: revisão integrativa da literatura. Revista Gaúcha Enfermagem, Porto Alegre, v. 31, n. 4, p. 776-784, dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

FERREIRA, E. B.; CRUZ, F. O. A. M.; SILVEIRA, R. C. C. P.; REIS, P. E. D. Métodos de distração para o alívio da dor em crianças com câncer submetidas a procedimentos dolorosos: revisão sistemática. Revista Dor, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 146-152, jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

FONSECA, M. R. A.; CAMPOS, C. J. G.; RIBEIRO, C. A.; TOLEDO, V. P.; MELO, L. L. Revelando o mundo do tratamento oncológico por meio do brinquedo terapêutico dramático. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 24, n. 4, p. 1112-1120, out.-dez. 2015. Disponível: . Acesso em: 09 maio 2016.

GEETA, M. G.; GEETA, P.; AJITHKUMAR, V. T.; KRISHNAKUMAR, P.; KUMAR, K. S.; MATHEWS, L. Management of pain in leukemic children using the WHO analgesic ladder. Indian Journal of Pediatrics, Kerala, v. 77, n. 6, p. 665-668, jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

GOMES, J. C. P.; TEIXEIRA, M. J. Dor no idoso. Revista Brasileira de Medicina, São Paulo, v. 63, n. 11, p. 554-563, 2006. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

GRANER, K. M.; COSTA JUNIOR, A. L.; ROLIM, G. S. Dor em oncologia: intervenções complementares e alternativas ao tratamento medicamentoso. Temas em psicologia, Ribeirão Preto, v. 18, n. 2, p. 345-355, 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

HOCKENBERRY, M. J.; MCCARTHY, K.; TAYLOR, O.; SCARBERRY, M.; FRANKLIN, Q.; LOUIS, C. U.; TORRES, L. Managing painful procedures in children with cancer. Journal of Pediatric Hematology Oncology, Texas, v. 33, n. 2, p. 119-127, mar. 2011. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

JUSTAD, M. Continuous subcutaneous infusion: an efficacious, cost-effective analgesia alternative at the end of life. Home Healthcare Nurse, v. 27, n. 3, p. 140-147, mar. 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

KOHLSDORF, M.; COSTA JUNIOR, A. L. Cuidadores de crianças com leucemia: exigências do tratamento e aprendizagem de novos comportamentos. Estudos de Psicologia, Natal, v. 16, n. 3, p. 227-234, dez. 2011. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

LANDIER, W.; TSE, A. M. Use of Complementary and Alternative Medical Interventions for the Management of Procedure-Related Pain, Anxiety, and Distress in Pediatric Oncology: An Integrative Review. Journal of Pediatric Nursing, Hawai, v. 25, p. 566–579, dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

MARQUEZ, J. O. A dor e os seus aspectos multidimensionais. Ciência e Cultura, São Paulo, v. 63, n. 2, p. 28-32, abr. 2011. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

MORETE, M. C.; MINSON, F. P. Instrumentos para a avaliação da dor em pacientes oncológicos. Revista Dor, Santos, v. 11, n. 1, p. 74-80, 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

MOTTA, M. G. C.; DIEFENBACH, G. D. F. Dimensões da vulnerabilidade para as famílias da criança com dor oncológica em ambiente hospitalar. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p. 482-490, ago. 2013. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

MAHRER, N. E.; GOLD, J. I. The use of virtual reality for pain control: A review. Current Pain and Headache Reports, Los Angeles, v. 13, n. 2, p. 100-109, abr. 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

MENOSSI, M. J.; LIMA, R. A. G. A problemática do sofrimento: Percepção do adolescente com câncer. Revista da Escola Enfermagem da USP, São Paulo, v. 34, n. 1, p. 45-51, mar. 2008. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

NGUYEN, T. N.; NILSSON, S.; HELLSTRÖM, A. L.; BENGTSON, A. Music therapy to reduce pain and anxiety in children with cancer undergoing lumbar puncture: a randomized clinical trial. Journal of Pediatric Oncology Nursing, Illinois, v. 27, n. 3, p. 146-155, mai.-jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

NILSSON, S.; FINNSTROM, B.; KOKINSKY, E.; ENSKAR, L. The use of Virtual Reality for needle-related procedural pain and distress in children and adolescents in a pediatric oncology unit. European Journal of Oncology Nursing, Goteborg, v. 13, n. 2, p. 102-109, abr. 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

RAPHAEL, J.; HESTER, J.; AHMEDZAI, S.; BARRIE, J.; FARQHUAR-SMITH, P.; WILLIAMS, J.; URCH, C.; BENNETT, M. I.; ROBB, K.; SIMPSON, B.; PITTLER, M.; WIDER, B.; EWER-SMITH, C.; DECOURCY, J.; YOUNG, A.; LIOSSI, C.; MCCULLOUGH, R.; RAJAPAKSE, D.; JOHNSON, M.; DUARTE, R.; SPARKES, E. Cancer pain: part 2: physical, interventional and complimentary therapies; management in the community; acute, treatment-related and complex cancer pain: a perspective from the British Pain Society endorsed by the UK Association of Palliative Medicine and the Royal College of General Practitioners. Pain Medicine, Birmingham, v. 11, n. 6, p. 872-896, jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

SALLUM, A. M. C.; GARCIA, D. M.; SANCHES, M. Dor aguda e crônica: Revisão narrativa da literatura. Acta Paulista de Enferma¬gem, São Paulo, v. 25, n. 1, p. 150-154, 2012. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

SHEPHERD, E.; WOODGATE, R. L.; SAWATZLY, J. A. Pain in children with central nervous system cancer: a review of the literature. Oncology Nursing Forum, Winnipeg, v. 37, n. 4, p. 318-330, jul. 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

SILVA, F. C.; THULER, L. C. S. Tradução e adaptação transcultural de duas escalas para avaliação da dor em crianças e adolescentes. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 84, n.4, p. 344-349, maio 2008. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

SIQUEIRA, H. B. O. M.; SANTOS, M. A.; GOMEZ, R. R. F.; SARTARELI, S.; SOUSA, F. A. E. F. Expressão da dor na criança com câncer: uma compreensão fenomenológica. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 32, n. 4, p. 663-674, 2015. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

STUDART-PEREIRA, L. M.; CORDEIRO, A. A. A.; QUEIROGA, B. A. M. Descritores de dor presentes nas narrativas de crianças em tratamento oncológico. Estudos de Psicologia, Natal, v. 20, n. 4, p. 241-250, dez. 2015. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

TEIXEIRA, P. A. P.; AMARAL, L. T.; ALMEIDA, L. R. M.; PROTÁSIO, J. C. R.; OLIVEIRA FILHO, A. M. Manejo da dor pós-operatória: uma re¬visão bibliográfica. Revista de Medicina e Saúde de Brasília, Brasília, v. 3, n. 1, p. 85-93, 2014. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

UGUR, F.; GULCU, N.; BOYACI, A. Oral Ketamine for Pain Relief in a Child with Abdominal Malignancy. American Academy of Pain Medicine, Bolu, v. 10, n. 1, p. 120-121, jan. 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

WOOD, C.; BIOY, A. Hypnosis and Pain in Children. Journal of Pain and Symptom Management, Dijon, v. 35, n. 4, p. 434-446, abr. 2008. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

ZELTZER, L. K.; RECKLITIS, C.; BUCHBINDER, D.; ZEBRACK, B.; CASILLAS, J; TSAO, J. C.; LU, Q.; KRULL, K. Psychological status in childhood cancer survivors: a report from the Childhood Cancer Survivor Study. Journal of Clinical Oncology, Los Angeles, v. 27, n. 14, p. 2396-2404, maio 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2359-1269v5n2201877

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Elton Junio Sady Prates, Maria Luiza Sady Prates

INDEXADORES:

 


Eixos Tech, Passos, MG, Brasil. e-ISSN: 2359-1269

Classificação Qualis: B4

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado por Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.