A RELEVÂNCIA DA ATENÇÃO PRÉ - CONCEPCIONAL NA SAÚDE MATERNO INFANTIL

Marina Aló, Elma de souza, Gloria Livinhale, Jorge Correa, Raquel Dully, Beatriz Lelis

Resumo


Na maioria dos casos uma gravidez não planejada ou diagnosticada precocemente faz com que muitas mulheres acabem expondo seu feto a riscos como substâncias de abuso, medicamentos ou doenças maternas mal controladas. Mediante isso, tem crescido as estratégias para a implementação da consulta pré-concepcional que tem o intuito de contribuir ainda mais para a melhoria dos índices de morbimortalidade materna e infantil. Nesta perspectiva, esse estudo tem como objetivo “Compreender a importância da atenção pré - concepcional na saúde materno infantil”. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, onde foi realizado o levantamento sobre a relevância da atenção préconcepcional na saúde materno infantil, processado em bases de dados nacionais que contem artigos e dissertações. Foi realizado no mês de janeiro de 2018 usando as bases de dados da Biblioteca Virtual da Saúde (BVS), Scientific Eletronic Library Online (Scielo). As palavras chaves utilizadas nas janelas de buscas eletrônicas foram: saúde da mulher, pré-concepcional, enfermagem. Foram selecionados 3 artigos científicos e 2 dissertações. Como critério de inclusão foram utilizados textos nacionais, na íntegra, que aborda o tema em estudo, publicados no período de 2009 – 2016, e foram excluídas fontes das quais abordavam o tema superficialmente. A saúde reprodutiva implica que as pessoas possam ter uma vida sexual segura e satisfatória, e que possa decidir se, quando e com que frequência ter filhos. É fato que o casal deve decidir o melhor momento para engravidar e se preparar para isso, sendo ideal que a gravidez seja desejada e planejada. Para o desenvolvimento de uma gravidez saudável o período de pré-concepção é fundamental e, por isso, ações de promoção da saúde e prevenção de agravos foram criados para acompanhamento antes que a concepção ocorra. O cuidado pré-concepcional consiste nestas ações, que oferecem serviços com procedimentos biomédicos, comportamentais e sociais de saúde, com o objetivo de garantir atendimento e acompanhamento adequado e minimizar fatores que causem danos para a saúde materna e infantil. As consultas pré-concepcionais tem como principais objetivos determinar o risco concepcional, por meio da história reprodutiva, familiar e médica, avaliando se não tem nenhum risco fetal para que ocorra a gravidez nesse momento. Deve ser realizada como uma atividade complementar e conjunta da equipe de saúde, para aperfeiçoar a transmissão de informação e assim incrementar a saúde da mulher e da família.Diante disso, é de extrema importância o papel do enfermeiro no acompanhamento pré-concepcional, mediante intervenções educativas, apresentar uma atenção de forma integral. Em vista disso, que foi demonstrado nos estudos realizados, constata-se que a atenção pré-concepcional tem demonstrado ser um fator importante para um melhor prognóstico da gravidez e mesmo do parto, sendo essencial na saúde materno infantil. Os casais que desejam uma gravidez segura deveriam recorrer a esse acompanhamento, sendo que assim podem evitar abortos, más formações fetais, mortalidade fetal e materna, e informa-se corretamente sobre complicações e vivencias da gravidez.

Palavras-chave


Saúde da mulher; Pré-concepcional; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2359-1269v5n12018157

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Marina Aló, Elma de souza, Gloria Livinhale, Jorge Correa, Raquel Dully, Beatriz Lelis

INDEXADORES:

 


Eixos Tech, Passos, MG, Brasil. e-ISSN: 2359-1269

Classificação Qualis: B4

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado por Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.