LEVANTAMENTO DE DADOS DE PARCEIROS SORONEGATIVOS REFERENTE A CASAIS SORODISCONDANTES PARA HIV CADASTRADOS SERVIÇO ESCOLA

Jefferson Felipe Barbosa Felix, Marina Vieira

Resumo


ABIA, Associação Bras


Palavras-chave


Sorodiscordante; HIV/Aids; Prontuários

Texto completo:

PDF

Referências


ileira Interdisciplinar de AIDS. Casais sorodiscordantes: dicas para uma vida saudável, segura e feliz. 2004.

AMORIM CM, SZAPIRO AM. Analisando a problemática do risco em casais que vivem em situação de sorodiscordância. Ciênc. saúde coletiva; v. 13, n. 6, p. 1859-1868. 2008.

ANGLEMYER A, RUTHERFORD GW, HORVATH T, BAGGALEY RC, EGGER M, SIEGFRIED N. Antiretroviral therapy for prevention of HIV transmission in HIV discordant couples. Rev. Cochrane Database Syst Syst, v.30, n.4. 2013.

BARROS AJP, LEHFELD NA. de S. Projeto de pesquisa: propostas metodológicas. Petrópolis: Vozes; v.16. 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde (MS). Departamento de IST, AIDS e Hepatites Virais. O que é PEP? Secretaria de Vigilância em Saúde. 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde (MS). Implicações Éticas no Diagnóstico e da Triagem Sorológica do HIV. Série Legislação nº 2. Brasília: Ministério da Saúde (MS), Secretaria de Vigilância em Saúde, Programa Nacional de DST e AIDS; 2004.

BRANDAO KSAG, et al . Adesão à dupla contracepção entre mulheres infectadas pelo HIV. Rev. Bras. Ginecol. Obstet; v. 37, n. 10, p. 486-491. 2015.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas; v. 5. 2010.

GO ELM, MAKSUD I, GONCALVES RS. A "sorodiscordância" para profissionais de saúde: estudo qualitativo da assistência em ambulatório de HIV/AIDS em município do Estado do Rio de Janeiro. Temas psicol; v. 21, n. 3, p. 973-988. 2013.

ILVA AM, CAMARGO KRJ. A invisibilidade da sorodiscordância na atenção às pessoas com HIV/AIDS. Ciênc. saúde coletiva; v. 16, n. 12, p. 4865-4874. 2011.

MARCONI MA, LAKATOS EM. Técnicas de Pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. São Paulo. 7. ed. São Paulo: Atlas. 2012.

MBI. Inovação Pioneira no Mundo da Tecnologia da Informação e das Comunicações. Amostragem em pesquisas. 2013.

MAKSUD I. Silêncios e segredos: aspectos (não falados) da conjugalidade face à sorodiscordância para o HIV/AIDS. Cad. Saúde Pública; v. 28, n. 6, p. 1196-1204. 2012.

NORMANDO D, TJADERHANE L, QUINTAO CCA. A escolha do teste estatístico - um tutorial em forma de apresentação em PowerPoint. Dental Press J. Orthod; v. 15, n. 1, p. 101-106. 2010 .

REIS RK, GIR E. Convivendo com a diferença: o impacto da sorodiscordância na vida afetivo-sexual de portadores do HIV/AIDS. Rev. Esc. Enferm, USP; v. 44, n. 3, p. 759-765. 2010.

SAID AP, SEIDL EMF. Sorodiscordância e prevenção do HIV: percepções de pessoas em relacionamentos estáveis e não estáveis. Interface (Botucatu); v. 19, n. 54, p. 467-478. 2015.

SILVA AM, CAMARGO JUNIOR KR. A invisibilidade da sorodiscordância na atenção às pessoas com HIV/AIDS. Ciênc. saúde coletiva; v. 16, n. 12, p. 4865-4874. 2011.

SILVA LRC, DAMACENO AD, MARTINS MCR, SOBRAL KM, FARIAS IMS. Pesquisa documental: alternativa investigativa na formação docente. IX Congresso Nacional da Educação EDUCERE. 2009.

UNAIDS. HIV care and support taking into account the 2016 WHO (World Health Organization) consolidated guidelines. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2359-1269v5n12018140

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Jefferson Felipe Barbosa Felix, Marina Vieira

INDEXADORES:

 


Eixos Tech, Passos, MG, Brasil. e-ISSN: 2359-1269

Classificação Qualis: B4

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado por Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.