EVOLUÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NO ATENDIMENTO À PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA

MATEUS GOULART ALVES, Laura Inês Pires De Oliveira Esequiel, Roger Dias, Daniela Vilela Assunção, Aline Teixeira Silva

Resumo


No atendimento à Parada Cardiopulmonar (PCR), os primeiros indícios de surgimento das
manobras de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) originaram-se na medicina na época dos
Hebreus.Com o tempo, essas manobras foram aprimoradas, o que possibilitou a elaboração de
normas, diretrizes e padronização no atendimento, com consequente aumento da sobrevida dos
indivíduos acometidos, bem como a redução de sequelas. Objetivo: descrever a evolução das
manobras de ressuscitação cardiopulmonar frente à parada cardiorrespiratória. Método: Tratase
de uma revisão integrativa da literatura, na modalidade de pesquisa eletrônica, realizada nos
meses de março e abril de 2018, a fim de responder à seguinte questão: qual a foi a evolução
técnico-cientifica dos métodos de cuidado no atendimento à Parada Cardiorrespiratória? A
coleta de dados foi realizada nas bases de dados ScientificElectronic Library Online
(SCIELO),Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e as
diretrizes da American Heart Association (AHA). Utilizou-se os descritores: cuidados de
enfermagem, parada cardíaca reanimação cardiopulmonar e educação em saúde. Foram
incluídos artigos publicados na íntegra entre os anos de 2011 a 2016 nos idiomas português,
inglês e espanhol. Foram selecionados 04 artigos. Resultados: dos artigos selecionados, dois
foram realizados por enfermeiros e dois por médicos. Contatou-se também, que três pesquisas
foramlocais e um estudo multicêntrico. Identificou-se que os primeiros atendimentos estavam
relacionados a respiração boca a boca, seguido da desfibrilação ventricular; em 1960 iniciouse
a RCP moderna com foco na compressão sobre o terço inferior do esterno, e atualmente as
diretrizes estão baseadas no suporte básico de vida: C- compressões, A- abertura de vias aéreas
e B- respiração, com foco nas compressões torácicas. Conclusão: uma atendimento à PCR bem
executado e de forma precoce, garante uma evolução na recuperação do quadro da vítima.
Tendo visto isso, é de extrema importância a capacitação permanente dos profissionais,
baseada nos avanços técnico-científicos constantes, visando a qualidade de vida da sociedade.
Além de profissionais capacitados, estimular o treinamento de suporte básico para a população
leiga é essencial para uma boa evolução do quadro.


Palavras-chave


Cuidados de Enfermagem; Parada Cardíaca; Reanimação Cardiopulmonar; Educação em Saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2359-1269v5n12018132

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 MATEUS GOULART ALVES, Laura Inês Pires De Oliveira Esequiel, Roger Dias, Daniela Vilela Assunção, Aline Teixeira Silva

INDEXADORES:

 


Eixos Tech, Passos, MG, Brasil. e-ISSN: 2359-1269

Classificação Qualis: B4

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado por Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.