AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO DE ALUNOS DE ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS DE PASSOS – MG ACERCA DAS IST’S

Gislayne Alencar, Elizângela Hermano, Luana Araújo

Resumo


As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) acometem cada vez mais jovens e adolescentes, que pertencem a um grupo que se encontra exposto a diferentes formas de risco, sendo assim, podem ser considerados mais suscetíveis a vulnerabilidades comuns nessa fase da vida. No âmbito escolar o adolescente vivencia diversas etapas de sua vida, sendo de extrema importância que este tema seja trabalhado com clareza, tanto pelos professores quanto pelos profissionais de saúde. O objetivo principal da pesquisa em questão foi avaliar o conhecimento dos alunos de ensino médio das escolas públicas e privadas de Passos-MG, acerca das IST’s, no que diz respeito à forma de transmissão, sintomas, prevenção e comportamento de risco. Trata-se de uma pesquisa transversal, descritiva e quantitativa, realizada com 384 estudantes de escolas da rede pública, uma vez que não houve a adesão por parte da direção das escolas privadas. A coleta de dados foi realizada no mês de agosto de 2017, e os dados foram coletados através de um questionário aplicado na própria sala de aula. Antes da coleta, as pesquisadoras solicitaram autorização da direção de cada escola, bem como autorização dos pais através do termo de consentimento livre e esclarecido, e de cada aluno através do termo de assentimento; Além de aprovação no Comitê de Ética através do número 2.333.417. O estudo apontou índices significativos de incompreensão em relação à transmissão, sintomas e prevenção acerca das IST’s de forma geral, podendo justificar, de certa forma, os comportamentos que tornam este grupo mais vulnerável às IST’s. Identificou-se a necessidade da inserção desta temática no âmbito escolar, bem como realizar incentivo aos adolescentes no que tange ao comportamento sexual seguro e saudável, minimizando dessa forma a exposição ao risco; Realização de capacitações e sensibilização dos professores, para que haja conhecimento satisfatório e domínio do assunto; Integração de profissionais da saúde, especialmente enfermeiros, no âmbito escolar, uma vez que são preparados para promoção, prevenção e reabilitação com este grupo especifico. Enquanto enfermeiros a percepção em realização de estudo e projetos para a população com fragilidades a riscos, é eminente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2359-1269v5n12018126

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Gislayne Alencar, Elizângela Hermano, Luana Araújo

INDEXADORES:

 


Eixos Tech, Passos, MG, Brasil. e-ISSN: 2359-1269

Classificação Qualis: B4

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado por Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.