FATORES QUE IMPULSIONAM A ADEQUAÇÃO DO PARTO

Glória Vitória Ferreira Livinhale

Resumo


O processo do parto acontecia no passado em ambiente domiciliar por mulheres e familiares, no entanto, as mudanças sociais que ocorreram favoreceram a transferência deste domínio para a área da obstetrícia médica. Porém, tanto a parturiente quanto o bebe têm sido expostos a inúmeras intervenções, nem sempre necessárias, deixando de lado os quesitos emocionais, humanos e culturais.  Nesse sentido, este estudo teve como objetivo identificar os principais fatores que impulsionam a adequação ao parto. Trata-se de um estudo de revisão de literatura, cuja busca de dados foi realizada utilizando o Portal Regional da Biblioteca Virtual de Saúde, BVS, nas bases de dados da SciELO e LILACS. Foram incluídos os estudos publicados entre os anos de 2013 a 2018, que contemplam explicitamente os aspectos avaliados. Após a leitura dos artigos emergiram as categorias: Parto humanizado, Presença do acompanhante como auxílio ao cuidado humanizado e Papel dos profissionais no incentivo à autonomia e escolha da parturiente. De maneira geral, os resultados são favoráveis destacando ações humanizadas promovendo um aumento na satisfação materna com a experiência vivida. Sendo assim, foi constatado que a presença de um enfermeiro obstetra, a interação da equipe com a parturiente e a comunicação se destacam como fatores que auxiliam no parto humanizado. A presença do acompanhante auxilia ao promover confiança, relaxamento e apoio físico e emocional. O papel do profissional é realizar a orientação e educação em saúde acerca dos riscos e benefícios dos tipos de parto e de suas possibilidades e limitações, bem como oferecer apoio.


Palavras-chave


Parto. Enfermagem. Parto Humanizado.

Texto completo:

PDF

Referências


BENUTE, Gláucia Rosana Guerra. NOMURA, Roseli Yamamoto; SANTOS, Amanda Maihara dos; ZARVOS, Mariana Arena; LUCIA, Mara Cristina Souza de; FRANCISCO, Rossana Pulcineli Vieira. Preferência pela via de parto: uma comparação entre gestantes nulíparas e primíparas. Rev. Bras. Ginecol. Obstet., Rio de Janeiro, v 35, n 6, p 281-285, 2013. Disponível em: Acesso em: 14 Abr 2018.

Brasil. Lei n 11.108, de 7 de abril de 2005. Altera a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para garantir às parturientes o direito à presença de acompanhante durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Diário Oficial da União [internet]. Brasilia; 2005 [citado 4 Abr 2011]. Disponível em: http://www3.dataprev.gov.br/sislex/paginas/42/2005/11108.htm

BRASIL. Ministério da Saúde. Humanização do parto e do nascimento. Cadernos HumanizaSUS, v 4. Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde. Diretrizes nacionais de assistência ao parto normal: versão resumida. Brasília : Ministério da Saúde, 2017.

CASTRO, Cláudia Medeiros de. Os sentidos do parto domiciliar planejado para mulheres do município de São Paulo, São Paulo. Cad. saúde colet., Rio de Janeiro , v 23, n 1, p. 69-75, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sciart text&pid=S1414462X2015000100069&lng=en&nrm=iso Acesso em: 15 Abr 2018.

DODOU, Hilana Dayana; GUERREIRO, Eryjosy Marculino; GUEDES, Maria Vilani Cavalcante; LAGO, Pamela Nery do; MESQUITA, Nayara Sousa de. A contribuição do acompanhante para a humanização do parto e nascimento: percepções de puérperas. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro, v 18, n 2, p 262-269, 2014. Disponível em: . Acesso em: 16 Abr 2018.

DODOU, Hilana Dayana; RODRIGUES, Dafne Paiva; ORIÁ, Mônica Oliveira Batista. O cuidado à mulher no contexto da maternidade: caminhos e desafios para a humanização. J. res.: fundam. care., v 9, 2017. Disponível em: Acesso em: 07 Maio 2018.

DULFE, Paolla Amorim Malheiros; LIMA, Dalmo Valério Machado; ALVES, Valdecyr Herdy; RODRIGUES, Diego Pereira; BARCELLOS, Joyce Gonçalves; CHEREM, Estefânia de Oliveira. Presença do acompanhante de livre escolha no processo parturitivo: repercussões na assistência obstétrica. Cogitare enferm; ed 21 v 4, 2016. Disponível em: < http://pesquisa.bvsalud.Org/portal/resource/ pt/biblio-846676 > Acesso em: 07 Maio 2018.

GONCALVES, Annelise de Carvalho; GOUVEIA, Helga Geremias; ARMELLINI, Cláudia Junqueira; MORETTO, Virginia Leismann; MORAES, Bruna Alibio. O acompanhante no centro obstétrico de um hospital universitário do sul do Brasil. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre, v 36, n. spe, p159-167, 2015. Disponível em: . Acesso em: 18 Abr 2018.

KOTTWITZ, Fernanda; GOUVEIA, Helga Geremias; GONCALVES, Annelise de Carvalho. Via de parto preferida por puérperas e suas motivações. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro, v 22, n 1, 2018. Disponível em:Acesso em: 13 Abr 2018.

MEDEIROS, Renata Marien Knupp; TEIXEIRA, Renata Cristina; NICOLINI, Ana Beatriz; ALVARES, Aline Spanevello; CORRÊA, Áurea Christina de Paula; MARTINS, Débora Prado. Cuidados humanizados: a inserção de enfermeiras obstétricas em um hospital de ensino.Rev. Bras. Enferm., Brasília, v 69, n 6, p 1091-1098, 2016. Disponível em: Acesso em: 10 Abr 2018.

OLIVEIRA, Virgínia Junqueira; PENNA, Claudia Maria de Mattos. O ethos e o pathos na sala de parto. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre, v 38, n 2, 2017. Disponível em: . Acesso em: 18 Abr 2018.

RISCADO, Liana Carvalho; JANNOTTI, Claudia Bonan; BARBOSA, Regina Helena Simões. A DECISÃO PELA VIA DE PARTO NO BRASIL: TEMAS E TENDÊNCIAS NA PRODUÇÃO DA SAÚDE COLETIVA. Texto contexto- enferm .,Florianópolis, v25, n1, 2016. Disponível em . Acesso em: 14 maio 2018.

REIS, Thamiza da Rosa dos; ZAMBERLAN, Cláudia; QUADROS, Jacqueline Silveira de; GRASEL, Jéssica Torres; MORO, Adriana Subeldia dos Santos. Enfermagem obstétrica: contribuições às metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre, v 36, n spe, p 94-101, 2015. Disponível em: . Acesso em: 18 Abr 2018.

REIS, Carolyn Cristina; SOUZA, Karla Romana Ferreira; ALVES, Danielle Santos; TENÓRIO, Inez Maria; NETO, Waldemar Brandão. Percepção das mulheres sobre a experiência do primeiro parto: implicações para o cuidado de enfermagem. CIENCIA Y ENFERMERIA XXIII, v 2, 2017. Disponível em: Acesso em: 02 Maio 2018.

REIS, Thamiza Laureany da Rosa dos; PADOIN, Stela Maris de Mello; TOEBE, Thayla Rafaella Pasa; PAULA, Cristiane Cardoso de; QUADROS, Jacqueline Silveira de. Autonomia feminina no processo de parto e nascimento: revisão integrativa da literatura. Revista Gaúcha de Enfermagem, ed 38 v 1, 2017. Disponível em: < http:// www.scielo.br/scielo.php?pid=S198314472017000100503&script=sci_abstract&tlng=pt > Acesso em: 02 Maio 2018.

SANFELICE, Clara Fróes de Oliveira; SHIMO, Antonieta Keiko Kakuda. Parto domiciliar: avanço ou retrocesso? Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v 35, n 1, p. 157-160, 2014. Disponível em:. Acesso em: 14 Abr 2018.

SILVA, Andréa Lorena Santos; NASCIMENTO, Enilda Rosendo do; COELHO, Edméia de Almeida Cardoso. Práticas de enfermeiras para promoção da dignificação, participação e autonomia de mulheres no parto normal. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro , v. 19, n. 3, p. 424-431, 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 Abr 2018.

SOUZA, Silvana Regina Rossi Kissula; GUALDA, Dulce Maria Rosa. A EXPERIÊNCIA DA MULHER E DE SEU ACOMPANHANTE NO PARTO EM UMA MATERNIDADE PÚBLICA. Texto contexto - enferm., Florianópolis, v 25, n 1, 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 Abr 2018.

VARGENS, Octavio Muniz da Costa; SILVA, Alexandra Celento Vasconcellos da; PROGIANTI, Jane Márcia. Contribuição de enfermeiras obstétricas para consolidação do parto humanizado em maternidades no Rio de Janeiro-Brasil. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro, v 21, n 1, 2017. Disponível em: . Acesso em: 17 Abr 2018.

WEIDLE, Welder Geison. MEDEIROS, Cássia Regina Gotler; GRAVE, Magali Teresinha Quevedo and DAL BOSCO, Simone Morelo. Escolha da via de parto pela mulher: autonomia ou indução?. Cad. saúde colet., Rio de Janeiro, v 22, n 1, p 46-53, 2014. Disponível em: Acesso em: 13 Abr 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.18406/2359-1269v5n22018116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Glória Vitória Ferreira Livinhale

INDEXADORES:

 


Eixos Tech, Passos, MG, Brasil. e-ISSN: 2359-1269

Classificação Qualis: B4

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado por Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.